Antes ele do que eu

Tiraram o pólipo, que era mais tenebroso que um simples pólipo, era um tumor neuroendócrino, o safado. E foi enviado para análise, para ver se esse jeitão carcinóide dele é do bem ou do mal.
A doutora endocrinologista, ao ver o laudo do exame de colonoscopia (aquele, ao qual eu obviamente sobrevivi) e o da citopatologia, me deixou um tanto quanto apavorada.
Ela começou fazendo um silêncio grave seguido de um olhar significativo.
Na hora eu não pesquei.
Daí ela emendou dizendo que eu devia ser forte, o que é o mesmo que dizer “você está fudida”.
Continuar lendo